Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

6 DICAS IMPORTANTES PARA PESSOAS ALTAMENTE SENSÍVEIS

Imagem
6 dicas importantes para pessoas altamente sensíveis

As pessoas altamente sensíveis não podem deixar de ser mais abertas, compreensíveis e conscientes. Sentir literalmente tudo é algo natural, mesmo que elas não queiram.  Uma das principais características das pessoas altamente sensíveis é que elas possuem grande dificuldade em dizer não, estando sempre dispostas à ajudar qualquer um que procure um “ombro pra chorar”, algo que pode ser incrivelmente desgastante para elas. Se você acredita ser assim e está procurando maneiras de lidar com esta condição, aqui vão algumas dicas para te ajudar a trabalhar este maravilhoso dom:
I) Criando um escudo:
Para um ser altamente sensível é muito importante saber como proteger a si mesmo. Este é um exercício que você pode fazer sempre que possível:
Visualize um escudo de energia em volta do seu corpo físico (escolher uma cor específica pode ajudar), criando uma fluente e energética camada protetora em torno de si mesmo. É importante que você não se feche…

NEUROCIENTISTAS ACREDITAM QUE AS PALAVRAS QUE USAMOS PODEM ALTERAR O NOSSO CÉREBRO

Imagem
Neurocientistas acreditam que as palavras que usamos podem alterar o nosso cérebro

As palavras que você escolhe usar podem literalmente mudar seu cérebro. Dr. Andrew Newberg, neurocientista da Universidade Thomas Jefferson, e Mark Robert Waldman, um especialista em comunicações, foram colaboradores no livro, Words Can Change Your Brain. Nele, eles escrevem: “uma única palavra tem o poder de influenciar a expressão de genes que regulam a tensão física e emocional”. Quando usamos palavras cheias de positividade, como amor e paz, podemos alterar a forma como o nosso cérebro funciona, aumentando o raciocínio cognitivo e fortalecendo áreas em nossos lobos frontais. Usar palavras positivas mais frequentemente do que negativas podem ativar os centros motivacionais do cérebro, impulsionando-os a ação. No extremo oposto, quando usamos palavras negativas, estamos impedindo que certos neuroquímicos que contribuem para a gestão do stress sejam produzidos. Todos e cada um de nós somos inicialmente pro…

O PODER DA IMAGINAÇÃO - PROF. KIBER SHITERC

Imagem
O poder da imaginação

Há uma energia extraordinária e infinita que tem sido subestimada de maneira equivocada: o poder da imaginação. No Oriente, a imaginação é tida como uma disciplina, útil na vida e no cotidiano. Enquanto no Ocidente ela se tornou sinônimo de devaneio, delírio ou alucinação. É através da imaginação que a mente exerce o infinito de sua capacidade. Pascal sugeriu que “a imaginação estabeleceu no homem uma segunda natureza”. O imperador Napoleão disse que era a imaginação que governava os homens. Émile Coué, célebre psicoterapeuta da auto-sugestão, escreveu: “Quando os seus desejos e a sua imaginação estão em conflito, a sua imaginação invariavelmente ganha a batalha”. Por exemplo: você caminharia sem dificuldade por uma tábua colocada no chão. Suponhamos que a mesma tábua seja colocada a uma altura de dez metros, entre dois prédios. Você provavelmente não arriscaria andar sobre ela! O medo de cair seria mais forte que o desejo de caminhar sobre a tábua. A ideia dominant…

A ESPADA NO RITO E NA TRADIÇÃO - VITOR MANUEL ADRIÃO

Imagem
A Espada no Rito e na Tradição – Por Vitor Manuel Adrião“E saía de sua boca uma espada de dois gumes, e o seu rosto resplandecia como o Sol na sua força” (Apocalipse, 1:16). “E de sua boca saía uma espada de dois gumes, para ferir com ela as nações” (Apocalipse, 19:15). Referia-se o Apóstolo S. João Evangelista, o Místico de Patmos, no decurso das suas visões, ao cavalo branco que via a céu aberto, e quem o montava era Cristo a quem chamou “o Fiel e o Verdadeiro”. Era, portanto, da boca do Filho do Homem que saía essa espada de dois gumes (um que fere e outro que premeia, como karma e dharma), sendo o nome da figura excelsa que a Revelação lhe trazia o “Verbo de Deus”. Isto leva a concluir que o Verbo de Deus é tão agudo, tão cortante, tão penetrante como uma espada, e que ela se exibia mesmo como a Espada do Espírito. Daí que se atribua ao Verbo Divino, à Revelação da Sabedoria de Deus o símbolo da espada com dois gumes tal qual a língua humana, para designar a Palavra e a Transmissão.