Pular para o conteúdo principal

O DESPERTAR DOS MÁGICOS : TUDO SOBRE SENSITIVIDADE,PARANORMALIDADE E MEDIUNIDADE - REUNIÃO DA FRATERNIDADE INTERNACIONAL ECUMÊNICA "LUZ AZUL DE GAIA" - DIA 24-05-2016 NO ESPAÇ O VISTA DA SERRA,BAIRRO MANGABEIRAS, EM BELO HORIZONTE-MINAS GERAIS



O DESPERTAR DOS MÁGICOS : TUDO SOBRE SENSITIVIDADE,PARANORMALIDADE E MEDIUNIDADE - REUNIÃO DA FRATERNIDADE INTERNACIONAL ECUMÊNICA "LUZ AZUL DE GAIA" - DIA 24-05-2016 NO ESPAÇO VISTA DA SERRA,BAIRRO MANGABEIRAS, EM BELO HORIZONTE-MINAS GERAIS

LOCAL DA REALIZAÇÃO DO EVENTO: 

ESPAÇO VISTA DA SERRA

AV.JOSÉ DO PATROCÍNIO PONTES,1220-MANGABEIRAS-BELO HORIZONTE-MINAS GERAIS

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES(TAXA DE 20 REAIS PARA LANCHE)  PELOS TELEFONES:(31)32822604

PESSOA SENSITIVA 1

30 Traços de Uma Pessoa Sensitiva

Ser uma pessoa sensitiva, ou empata, significa que ter a capacidade de perceber e ser afetado pelas energias de outras pessoas e ter uma capacidade inata de sentir e perceber intuitivamente outros. A sua vida é inconscientemente influenciada pelos desejos dos outros, desejos, pensamentos e estados de espírito. Ser um empata é muito mais do que ser altamente sensível e não está limitado apenas às emoções.Pessoas mais sensitivas podem perceber sensibilidades físicas e impulsos espirituais, bem como apenas saber as motivações e intenções de outras pessoas. 

AQUI FICAM 30 DOS TRAÇOS MAIS COMUNS DO SENSITIVO OU EMPATA:

1. Saber: os sensitivos sabem coisas, sem lhes ser dito. É um conhecimento que vai além da intuição, mesmo que essa seja a forma como muitos poderiam descrever o saber. Quanto mais sintonizados eles são, mais forte este dom se torna.

2. Estar em locais públicos pode ser esmagador ou avassalador: lugares como shoppings, supermercados ou estádios onde há uma grande quantidade de pessoas ao redor pode preencher o empata com as emoções turbulentas vindas de outras pessoas.

3. Sentir as emoções e tomá-las como suas: este é grande fardo para sensitivos. Alguns deles vão sentir emoções vindas daqueles que estão perto e outros poderão sentir as emoções de pessoas a uma grande distância, ou até ambas. Os empatas mais sintonizados irão saber se alguém está a ter maus pensamentos sobre eles, até mesmo a uma grande distância.

4. Assistir violência, crueldade ou tragédias na TV pode tornar-se insuportável. Quanto mais sintonizado um empata se torna, pior se torna o ato de ver TV. Pode acontecer, eventualmente, este ter de parar de ver televisão e ler jornais por completo.

5. O empata sabe quando alguém não está a ser honesto: se um amigo ou um ente querido lhe está a dizer mentiras ele sabe disso (embora muitos sensitivos tentam não se focar muito nesse conhecimento porque saber que um ente querido está a mentir pode ser doloroso). Se alguém está a dizer alguma coisa mas se ele sente ou pensa de outra, o empata simplesmente sabe.

6. Captar os sintomas físicos de uma outra pessoa: um empata pode desenvolver as doenças de outra pessoa (constipações, infecções oculares, dores no corpo e dores), especialmente aqueles que são mais próximos, um pouco como as dores de simpatia.

7. Distúrbios digestivos e problemas nas costas: o chacra do plexo solar tem base no centro do abdômen e é conhecido como a sede das emoções. Este é o lugar onde os empatas sentem a emoção de entrada do outro, o que pode enfraquecer a área e, eventualmente, levar a qualquer problema, desde úlceras estomacais a má digestão, entre muitas outras coisas. Os problemas nas costas podem-se desenvolver porque quando uma pessoa que não tem conhecimento que é um empata e não está preparada, estará quase sempre “sem chão”.

8. Sempre a olhar os oprimidos: qualquer um cujo sofrimento, dor emocional, a ser vítima de injustiça ou intimidado, chama a atenção e a compaixão de um empata.

9. Outros irão querer descarregar os seus problemas, até mesmo estranhos: um empata pode-se tornar uma lixeira para questões e problemas de toda a gente e se não tiver cuidado pode acabar como utilizando esses problemas como seus próprios.

10. Fadiga constante: os sensitivos muitas vezes ficam sem energia, seja de vampiros de energia ou apenas captando em demasia a energia dos outros, que até mesmo o sono não cure. Muitos são diagnosticados com Fadiga Crônica ou até Fibromialgia.

11. Personalidade possivelmente viciada: álcool, drogas, sexo, são, para citar apenas alguns vícios a que os empatas podem recorrer, para bloquear as emoções dos outros. É uma forma de auto-proteção, a fim de se esconder de alguém ou de algo. Pode não se tornar um vício mas, em menor escala, hábitos regulares.

12. Atração para a cura, as terapias holísticas e todas outras coisas metafísicas: embora muitos sensitivos gostassem de curar os outros, podem acabar por se afastar dessa vocação (mesmo tendo eles uma capacidade natural para isso), depois de se terem estudado e formado, porque eles carregam muito daqueles que eles estão a tentar curar. Especialmente se eles não sabem da sua capacidade e habilidade da empatia. Qualquer coisa que tenha uma natureza sobrenatural é de interesse para os sensitivos e não se surpreende ou ficar chocado facilmente. Mesmo com uma revelação que muitos outros considerariam impensável, por exemplo, os empatas teriam reconhecido o mundo seria redondo quando todos os outros acreditavam que era plana.

13. Criatividade: a cantar, dançar, atuar, desenhar ou escrever, um empata terá uma forte veia criativa e uma imaginação muito fértil.

14. Amor pela natureza e pelos animais: estar ao ar livre na natureza é uma obrigação para os sensitivos e os animais de estimação são uma parte essencial da sua vida. Podem não os ter porque acredita que eles devem ser livres mas têm grande carinho e proteção por eles.

15. Necessidade de solidão: um empata vai agitar-se e ficar louco se ele não receber algum tempo de silêncio. Isto é ainda muito evidente em crianças empáticas.

16. Fica entediado ou distraído facilmente se não for estimulado nas tarefas mais rotineiras: trabalho, escola e vida doméstica tem que ser mantidas interessantes para um empata ou eles desligam-se delas e acabam a sonhar, rabiscar ou a procrastinar.

17. Consideram impossível fazer coisas que não gostam: como no anterior, parece que eles estão a viver uma mentira por fazê-lo. Para forçar um empata a fazer algo que ele não gosta, através da culpa ou rotulando-o como passivo servirá apenas para fazê-lo ficar infeliz. É por esta razão que muitos sensitivos ficam rotulados como sendo preguiçosos.

18. Luta pela verdade: isso torna-se mais predominante quando um empata descobre seus dons de nascença. Qualquer coisa que seja ele sente que está completamente errada.

19. Sempre à procura de respostas e conhecimento: ter perguntas sem resposta pode ser frustrante para um empata e eles vão esforçar-se sempre para encontrar uma explicação. Se eles têm um conhecimento sobre algo, eles irão procurar a confirmação. O lado mau disso pode ser a sobrecarga de informações.

20. Gostam de aventura, liberdade e viagens: os sensitivos são espíritos livres.

21. Abomina a desordem: ela traz uma sensação ao empata de peso e bloqueia o seu fluxo de energia.

22. Adora sonhar acordado: um empata pode olhar para o espaço por horas, ficando num mundo muito próprio e de muita felicidade.

23. Acha a rotina, as regras ou o controlo aprisionante: qualquer coisa que tire a liberdade é debilitante para um empata.

24. Propensão para carregar peso sem necessariamente se desgastar: o excesso de peso é uma forma de proteção para impedir a chegada das energias negativas que têm tanto impacto em si.

25. Excelente ouvinte: o empata não vai falar de si, a menos que seja para alguém em quem realmente confia. Ele gosta de conhecer e aprender com os outros e genuinamente cuidar.

26. Intolerância ao narcisismo: embora sensato e generoso e muitas vezes tolerante para com os outros, os sensitivos não gostam de ter pessoas ao seu redor excessivamente egoístas, que se colocam em primeiro lugar e se recusam a considerar os sentimentos dos outros, ou pontos de vista diferentes do seu.

27. A capacidade de sentir os dias da semana: um empata sentirá o “Sentimento de Sexta-feira”, quer ele trabalhe às sextas-feiras ou não. Eles captam sobre como o colectivo se está a sentir. O primeiro par de dias de um longo fim de semana de feriado (da Páscoa, por exemplo) pode ser sentido por eles, como se o mundo estivesse sorrindo, calmamente e relaxadamente. Domingo à noite, as segundas-feiras e terças-feiras, de uma semana de trabalho, têm um sentimento muito pesado.

28. Não vai optar por comprar antiguidades, vintage ou coisas em segunda mão: qualquer coisa que tenha sido pré-propriedade, carrega a energia do proprietário anterior. Um empata vai mesmo preferir ter um carro ou uma casa nova (se eles estiverem numa situação financeira que lhe permita fazê-lo), sem energia residual.

29. Sente a energia dos alimentos: muitos sensitivos não gostam de comer carne ou aves, pois eles podem sentir as vibrações do animal (especialmente se o animal sofreu), mesmo se eles gostarem do seu sabor.

30. Pode parecer mal-humorado, tímido, indiferente, desconectado: dependendo de como um empata se sente, isso irá influenciar com que cara eles se mostram para o mundo. Eles podem ser propensos a mudanças de humor e se eles captaram energia muito negativa aparecerão calados e insociáveis, parecendo mesmo miseráveis. Um empata detesta ter de fingir ser feliz quando está triste, isso só aumenta a sua carga (torna o trabalho no sector de serviços, quando é preciso fazer o serviço com um sorriso, muito desafiador) e pode fazê-los sentir como que se escondendo debaixo de uma pedra.

Se você pode identificar-se com a maioria ou com todos os itens acima, então você é definitivamente mais um empata.

Os sensitivos estão a ter um momento particularmente difícil, no momento presente, captando todas as emoções negativas que estão a ser emanadas para o mundo a partir da população que sente as dificuldades da sociedade atual, por todo o mundo.

Via:  Ser Único, do original  The Spirit Science



Poderes Divinos que Existem em Todos Nós 


Quando despertamos e começamos a percorrer o CAMINHO, de acordo com o adiantamento que conseguimos, a nossa alma começa a Fazer-nos perceber que existem, em todos nós, poderes ocultos esperando serem despertados e usados. Esses poderes podem ser despertados usando os mantras apropriados.


ALGUNS DESSES PODERES SÃO OS SEGUINTES:
  1. Clarividência
  2. Clariaudiência
  3. Intuição
  4. Telepatia
  5. Viagem astral
  6. Recordação de vidas passadas
  7. Polividencia
Explicação do que são cada um destes poderes.

1.    Clarividencia



Chama-se clarividência à Terceira Visão

O olho da Terceira visão coloca dentro de nossa visão o interior de todo o universo oculto. 

Como por exemplo:- os planos superiores e inferiores, e dentro deles a possibilidade de distinguirmos os anjos, os elementais, os corpos subtis, os regressados, quer sejam adiantados ou ainda atrasados, tudo dependendo a nossa possibilidade de ver até à essência da matéria mais subtil. 

Vêem-se claramente as criaturas criadas pelas nossas “formas-pensamento”, tanto as horríveis como as formosas.

A clarividência é obtida através do desenvolvimento do chacra frontal, como sabem, situado entre as sobrancelhas.

Para desenvolver este chacra, o mantra apropriado é INRI, o chacra, já sabem, é de cor azul com matizes rosa. As virtudes a cultivar, para a obtenção desta visão são: Paciencia…Serenidade…e…Imaginação consciente!….a Ira é o seu oposto.

Algo a não esquecer é que não se deve confundir imaginação com “fantasia”.
  1. 2.    Clariaudiencia 
É o nome dado ao nosso ouvido Interno ou Oculto. Aquela audição que nos leva várias vezes a ouvir algo que os outros não ouvem; um sussurro no ouvido; certa aragem das árvores; um rumor que passa por nós…etc
Com esta audição ouvimos a Música das Esferas, o murmúrio de nossos Mestres. etc. ouvimos o “som” da palavra, que nos permite valorizar o poder do amor e obter o Conhecimento da Verdade.

Situa-se na base da garganta o chacra laríngeo  que providencia este sentido; as suas cores são o índigo e a prata; o mantra apropriado é ENRE

  1. INTUIÇÃO


Chega a nós através da voz do coração ….e….da “mente” aí ancorada. 

Pode parecer disparate dizer que existe um “cérebro” no coração, mas está provado cientificamente que a frase “pensa” com o coração” é correta. Existem estudos que comprovam que o coração tem memória.

Leiam abaixo esta noticia.

 Memória Celular em Transplantada do Coração
Por Kate Ruth Linton

Em 29 de maio de 1988, uma mulher chamada Claire Sylvia recebeu o coração de um jovem de 18 anos de idade do sexo masculino que tinha sido morto em um acidente de moto. 

Logo após a operação, Sylvia notou algumas mudanças distintas em suas atitudes, hábitos e gostos. 

Ela se viu agindo mais masculino, strutting na rua (que, por ser um dançarino, não era seu costume modo de andar). 

Ela começou alimentos craving, como pimentão verde e cerveja, que ela sempre gostava antes. Sylvia mesmo começou a ter sonhos recorrentes sobre um mistério homem chamado Tim L., que tinha um sentimento era o seu doador.

Como se vê, ele era. Após a reunião da “família de seu coração”, como ela mesma disse, Sylvia descobriu que o nome de seu doador foi, de fato, Tim L., e que todas as mudanças que ela tinha experimentado em suas atitudes, gostos e hábitos de perto espelhado que de Tim.
Com o coração captamos o profundo significado das coisas. 

Os míticos afirmam que a levitação é conseguida através do desenvolvimento do chacra do coração. 

A virtude do coração, como sabemos, é o Amor, a cor a ele atribuída é o dourado e o mantra que ajuda o seu desenvolvimento é ONRO
  1. 4.    A telepatia


É a capacidade de captarmos os pensamentos de outra pessoa. Para desenvolver esta capacidade ou dom, deve sentir-se respeito por tudo e todos, não julgar ninguém e possuir o poder da descrição. 

O chacra ligado a este sentido é o do plexo solar (mais ou menos, na altura do umbigo), mas a captação das Ondas de Transmissão de pensamentos é feita por intermédio do chacra frontal, como já aqui foi ensinado, dirigindo-se em direção ao plexo solar. 

As cores são o verde e o amarelo e o matra é UNRO.
  1. 5.    Viagem astral

Já quase todos nós sabemos que durante o sono saímos de nossos corpos e que temos vivencias em nosso corpo astral. 

Os sonhos, maior parte das vezes, nada mais são do que relatos imprecisos, dessas vivencias. 

Imprecisos porque quem não está desenvolvido espiritualmente não consegue “filtrar” adequadamente a vivencia nocturna em dimensões mais subtis,devido a que os seus “canais energéticos” se encontram obstruídos.

A viagem astral, quando devidamente controlada, permite-nos deslocar onde quer que seja, e falar com quem desejarmos; a deslocação processa através do poder da mente…daí a frase…”nós estamos onde estiver o nosso pensamento”.

A saída astral torna-se mais consciente quando os chacras cardíaco, plexo solar e básico se encontram em perfeita sintonia com as redes axiatonais do Cosmos. 

Há imensos livros explicando como desenvolver a viagem astral.

A virtude a ser desenvolvida é a força de Vontade e os defeitos a extinguir são o medo, a gula e a preguiça. 

O mantra mais utilizado é FARAON.

  1. Recordação de vidas passadas

Há bastantes ensinamentos sobre o modo de qualquer um se preparar para obter essas recordações. Há, até, sites que deu cursos a troco de pagamento para ensinar a forma de recordar esse passado.

Eu decido não falar do assunto por não concordar com o acima exposto.

Para mim, essa recordação não deverá ser forçada, devendo avançarmos espiritualmente e esperar que ela chegue a nós na devida ocasião.

  1. 7.    Polividencia

Este poder está reservado aos humanos que atingem a evolução necessária aos Adeptos. 

Neles, o chacra coronário é a saída e a entrada para a dimensão da Realidade Única.

Chama-se de Polividencia porque a Essencia desses seres tem de ter a capacidade de consciência para se desligarem totalmente dos seus sete corpos a fim de penetrar no seio do ESPIRITO, no TODO INFINITO.

De tudo isto, o que interessa verdadeiramente saber é que a investigação de nossa alma nos transmite a certeza de existirem poderes em cada um de nós, que uma vez desenvolvidos, podem transformar radicalmente a nossa vida; que podem levar-nos ao conhecimento “ilimitdado”. 

Quando descobrimos isto, descobrimos também que a nossa divindade intima deseja que desvendemos as Esferas da Consciencia Superior.

Estudado, Composto e escrito por
MariaHelena Guerra
sabedoriaviva

O Xamã Interior: Canalizando a Força da Vida do Universo Para Curar o Seu Corpo

post-04-16-1
Nós vivemos em um mar de energias sutis. Precisamos nos tornar conscientes delas e aprender a usá-las.

As culturas antigas compreendiam que vivemos em um vasto mar de energias. Eles entenderam que os planetas e as estrelas são seres conscientes que se comunicam uns com os outros. Eles acreditavam que as árvores serviam como antenas, que permitiam as energias sutis naturais e a informação fluir da Terra para as estrelas e planetas e de todos os outros corpos celestes para a Terra. Eles ensinaram que tudo e cada ser tem consciência e canaliza esta energia de acordo com as suas capacidades, para facilitar este diálogo cósmico essencial. Na verdade, eles entenderam que toda a matéria, incluindo o corpo físico, é uma reunião desta energia do Universo.
Eles sabiam que os nossos pensamentos e emoções são uma forma de energia, e que quando estão em harmonia com o campo de energia da vida do Universo, nos tornamos canais limpos. Então, a força da vida da Terra e do Cosmos flui através de nós de forma mais suave e abundante, guiando nossa evolução a medida que novas perspectivas são reveladas e habilidades avançadas são despertadas dentro de nós. Estas habilidades incluem criatividade extrema, percepção extra sensorial e capacidade de realizar a cura física. Xamãs aprendem a sentir, perceber e usar essa energia sem filtrar ou distorcer. Eles muitas vezes se referem a este processo como se tornar um “osso oco”.

Nós transmitimos e recebemos energia.

Este mar universal de energia é chamado de Qi na China e de Prana na Índia, circula através de nossos corpos, interage com o espectro eletromagnético e inclui outras energias sutis ainda não compreendidas pela ciência ocidental.(1) É a base para a prática da acupuntura, onde finas agulhas são utilizadas para desbloquear o fluxo de energia vital através dos meridianos do corpo. É a força interior que avançados artistas marciais cultivam e direcionam para fora. Os Hopi do sudoeste americano usam o termo Kachina para descrever o mundo de energias sutis.
Eles realizam rituais e cerimônias para interagir com a Kachina a fim de atrair chuva para suas plantações, receber a cura e outros benefícios. O povo Dogon da África chama o canal pelo qual a Terra projeta energias através de nós de Bayuali. Eles chamam o canal através do qual recebemos energias do Cosmos de Yenu. Os Dogon acreditam que é nossa responsabilidade como seres humanos nos tornar canais limpos, facilitando o fluxo de energias cósmicas, em vez de interferir ou obstrui-las.
Embora a medicina ocidental limite o seu foco sobre as energias eletromagnéticas, ela reconhece que as funções do corpo humano são como uma antena de duas vias. Os médicos usam ferramentas como ECG (eletrocardiograma) e EEG (eletroencefalograma) para determinar se um paciente ainda está vivo através da medição da energia elétrica sendo transmitida pelo corpo do paciente. Eles entendem que nossos corpos recebem informações de campos eletromagnéticos em nosso ambiente para regular o ritmo circadiano, como nossos ciclos de sono e vigília.(2)
Estudos científicos indicam que a medula espinhal (contêm fluido cérebro espinhal que é condutor) atua como uma antena de ADN natural e funciona como uma antena fractal, capaz de operar em muitas frequências diferentes simultaneamente.(3) Também é interessante notar que o exército dos EUA demonstrou que as árvores funcionam notavelmente como boas antenas para comunicação sem fio e as usou para este fim durante a guerra do Vietnã.(4)

7,83 HZ: A Terra e o Cosmos Trocam Energia e Informação.

post-04-16-2Nikola Tesla, o físico nascido na Croácia cujas invenções lançaram as bases para o uso moderno da eletricidade e tecnologias sem fio, como a corrente alternada, rádio, raio-X, radar e controle remoto, descobriu que a Terra recebe, armazena e transmite energia.
Em 1899 ele construiu um laboratório em Colorado Springs no cume do Pikes Peak, um local considerado sagrado pelos índios Hopi e Ute. Durante a execução de experimentos ele detectou frequências extremamente baixas (ELF), ondas de energia eletromagnética sendo transmitidas naturalmente entre a superfície da Terra e a ionosfera, 80 km acima da Terra. Ele descobriu que dentro dessas ondas ELF, aquelas que vibram em cerca de 8 ciclos por segundo (8 Hz), fluíam mais suavemente entre a Terra e a ionosfera, com menos resistência e maior amplitude (força ou poder).(5)
Ele acreditava que era possível utilizar esta frequência inata de aproximadamente 8 Hz, como uma onda portadora para transmitir informação e energia sem fios para qualquer parte do mundo.(6) Tesla estava profundamente interessado na preservação dos recursos naturais da Terra para as gerações futuras. Ele falou com fervor sobre a necessidade de descontinuar o uso do combustível fóssil como fonte de energia. Seu objetivo era aproveitar “o próprio funcionamento da natureza” utilizando a bateria de armazenamento natural e renovável que existe entre a Terra e a ionosfera.(7) Ele foi incapaz de obter financiamento suficiente para concluir os projetos que envolviam a transmissão de energia sem fio, no entanto a sua ideia da transmissão de informações sem fio levou à invenção de ambos os rádio AM e FM.(8)
Tesla também afirmou que durante seu tempo no Pikes Peak, gravou ondas de rádio que estavam sendo emitidas do Cosmos para a Terra. Os países ao redor do planeta agora usam ondas de rádio para analisar a composição das estrelas e dos planetas.(9) Em 1952, um físico chamado Schumann mediu a frequência de ressonância da cavidade da Terra e a ionosfera como sendo mais especificamente de 7,83 Hz (confirmando os cálculos de Tesla de aproximadamente 8 Hz). A Terra transmite e recebe uma frequência energética mensurável que envolve toda a vida neste planeta. Foi descoberto que o cérebro humano enquanto em um estado profundo de meditação, reduz suas oscilações de ondas cerebrais para se harmonizar com a frequência de ressonância da Terra.
NOTA Luz é Invencível: A frequência da Terra a partir dos anos 90 têm se elevado de forma acentuada, a última medição indicava 13 Hz.

Nós Entramos em Sintonia Com Este Diálogo Cósmico de Energias Ajustando a Frequência Das Nossas Ondas Cerebrais.

post-04-16-3Em tradições xamânicas, os tambores têm sido muito utilizados para produzir vibrações rítmicas que ajudam o xamã a sintonizar sua mente com o campo de energia do Universo. Neste estado de consciência alterada, o praticante xamânico é capaz de interagir com o mundo não físico. Ele canaliza e transmite energias universais sutis para ajudar a curar a si mesmos e aos outros. Ele também recebe informações sob a forma de imagens, pensamentos, palavras e ideias comunicadas a ele por guias e antepassados do mundo espiritual. Esta tradição xamânica foi estudado por meio de testes de EEG. Os resultados mostraram que o padrão de ondas cerebrais dos pacientes diminuiram para um estado teta.(10)
Este estado é atingido quando a maioria das ondas cerebrais transmitidas começam a oscilar em uma frequência de 4-8 ciclos por segundo (4-8 Hz). Estudos de EEG realizados em meditadores regulares revelaram que eles também entram neste estado teta durante os períodos de meditação profunda.(11) Aqueles que praticam uma rotina de meditação consistente relatam experimentar frequentemente uma mudança na sua consciência das energias circundantes, realizações repentinas, visões coloridas, novas habilidades e cura emocional e física. Eles também relatam que quanto mais frequentemente meditam, mais fácil se torna acessar este estado alterado.
Tesla estava ciente deste campo de energia do Universo. Em seu artigo: “A Maior Conquista do Homem”, ele usou termos védicos como Prana e Akasha para descrever este campo, a partir do qual é gerado toda a matéria perceptível. Ele disse que acumulou muitas de suas ideias enquanto sozinho em meditação profunda.(12) Chamou-se de “um receptor sensível” e relatou ter visões e receber premonições, incluindo uma que o ajudou a impedir seus amigos de embarcarem em um trem que depois caiu.(13) Ele revelou que tinha uma memória fotográfica e descrevia a visualização de suas invenções com tantos detalhes que podia operar o dispositivo em sua mente, em seguida, fazer melhorias nele, fornecendo medições precisas e corretas sem sequer desenhar um esboço.(14)
Um praticante xamânico explicou que todos nós continuamente recebemos e transmitimos energia e informação através deste campo universal sutil. No entanto, nós gastamos muito do nosso tempo no estado de ondas cerebrais mais elevadas na frequência beta (15-30 Hz) associada com o estado de alerta, a lógica, o raciocínio crítico e o estresse. Isso nos distrai das energias sutis e inibe o fluxo da energia da vida através do nosso corpo. Poderíamos comparar a ter o nosso auto rádio sintonizado na mesma estação o tempo todo, não sabendo que podemos mudar a estação.
Ajustar suas ondas cerebrais para a frequência natural da Terra é como girar o dial do seu rádio para uma nova estação. Quando sintonizados recebemos mais força da vida e informações do Universo. Nesta frequência, nós também transmitimos energia com o benefício de interferência construtiva. Este termo usado na física, descreve o aumento da amplitude (força ou poder) que ocorre quando duas ondas de mesma frequência se reúnem. Quando harmonizamos nossas ondas cerebrais com a frequência natural do planeta, nossas intenções são transmitidas com a força da Terra junto com elas, dando-lhes muito mais poder e direção.

Novas habilidades estão despertando dentro de nós.

Em um artigo anterior: “Suas células estão Escutando: Como Falar com o seu corpo ajuda na sua cura“, eu escrevi sobre uma habilidade surpreendente que despertou em mim depois de vários meses de meditação dedicada. Que foi a capacidade de conversar com o meu corpo através de palavras e receber respostas físicas. Como eu falei com a minha perna, onde eu estava experimentando uma dor severa e paralisia parcial causada por uma condição chamada de “distrofia simpático reflexa”, de repente senti a cicatrização acontecendo no tecido sob minha pele, nervos se movendo e energia fluindo ao longo dos caminhos definidos da minha panturrilha. Meus músculos da panturrilha começaram a realizar exercícios de flexão e extensão de forma independente do meu controle consciente, eles continuaram a disparar na área como choques elétricos. Depois de uma série de conversas com a minha perna eu fui capaz de restaurar completamente a função dos músculos. Percebendo o amplo potencial desta técnica mente e corpo, organizei a minha abordagem em um sistema que eu poderia ensinar aos clientes, chamando de Antara (sânscrito para dentro).

As Experiências Que Encontramos em Nossa Vida e Como Processamos Elas Determinam a Maneira Como Oosso
Corpo Canaliza as Energias Universais.

© Cedron Mark Sterling LAo me comunicar com diferentes tecidos do meu corpo, ficou claro que as mudanças no tecido chamado fáscia foram responsáveis pela tensão e cicatrização que aconteceu no tecido, libertando os nervos invadidos, desbloqueando os canais de acupuntura e permitindo que a comunicação fosse restabelecida entre os meus nervos e meus músculos. A rede fascial é uma rede tridimensional fina, muito forte de tecido biológico, contendo muitas camadas que envolvem e infundem todos os outros tecidos no corpo. Fornecendo integridade e elasticidade, a fáscia mantêm os seus órgãos no lugar alinhando a coluna e articulações, permitindo a mobilidade. Ela também fornece caminhos para os vasos sanguíneos viajarem através dos nervos e vasos linfáticos de modo que os nutrientes e hormônios sejam entregues a cada célula e as toxinas sejam transportadas e eliminadas. A fáscia também serve como material físico de suporte para o sistema de acupuntura dos meridianos. O trauma físico pode levar ao aumento da tensão e a formação de tecido cicatrizado no interior da rede fascial. Isto faz com que a fáscia encurte e pressione, o que pode interferir nos nervos interrompendo o fluxo de sangue, a linfa e a energia, desalinhando a coluna vertebral e as articulações.
Embora tenha aplicado e ensinado esta técnica, tenho observado que o trauma emocional também desempenha um papel na tensão fascial e no tecido cicatrizado. Segundo a crença xamânica, tecidos físicos no nível mais profundo são uma reunião ou concentração de energia emocional. Todas as formas de vida física começam com um único impulso emocional. A energia emocional é a treliça em que os corpos físicos crescem. Minha experiência com o método Antara sugere que a rede fascial no corpo é uma representação física do que chamo de trabalho da estrutura emocional. Cada um de nós constrói a nossa própria estrutura emocional exclusiva dentro do corpo que é formada a partir da energia de ambas as emoções positivas e negativas.
Estresse, traumas não resolvidos e emoções reprimidas podem construir uma treliça energética complicada contendo frequências que parecem mudar a tonicidade da fáscia e interferir com o fluxo de energia. Imagine a fáscia como um tecido biológico composto de muitos fios longos. Cada segmento vibra com a força da vida da mesma forma que a corda de uma guitarra vibra quando ondas de energia viajam através dela. Quando você estica uma corda de violão torcendo a chave de afinação, isso aumenta o tom (a frequência de vibração da corda). Quando a tonicidade ou a tensão dos fios fasciais mudam, a sua frequência de vibração também muda e o corpo torna-se um instrumento desafinado. Isto altera a ressonância do corpo ou a gama de frequências que o corpo naturalmente canaliza.
Muitas vezes, durante a comunicação com o meu próprio corpo eu gostava de sentir sensações muito intensas acontecendo na minha fascia e cada vez que eu era capaz de liberar uma nova linha de tensão ou camada de tecido cicatrizado, experimentava um sonho intenso nessa mesma noite. Os sonhos envolviam pessoas, relacionamentos ou eventos do meu passado, geralmente aqueles que eu não pensava há muito tempo. Ocasionalmente, os sonhos se baseavam em medos primitivos (ou experiências de vida, possivelmente passadas) ao invés de qualquer coisa que eu tenha experimentado nesta vida.
Os clientes também relatam terem sido surpreendidos com emoções inesperadas ou sonhos que vêm à tona quando eles estão praticando Antara. Isto é verdadeiro em ambos os casos: tanto um início gradual quanto em uma súbita dor crônica. Parece que a energia de emoções não expressas podem comprometer a tonicidade da fáscia e interferir com o processo de cicatrização normal após a lesão. Em algum momento a emoção fica presa dentro do tecido. O processo Antara desenrola a fáscia e libera a energia presa, então a emoção é experimentada com ela fluindo facilmente para fora do corpo ou sendo trazida para a superfície onde pode ser reconhecida, processada e, em seguida, liberada. Os tópicos fasciais recém libertados se reintegram com o todo, com a rede fascial voltando a funcionar como uma orquestra tocando em harmonia novamente. A força da vida da Terra e das estrelas flui mais facilmente através do corpo e os processos regenerativos retornam.

Doenças e Lesões São Uma Oportunidade Para Evoluir.

No ensino Xamânico, a doença que não responde ao tratamento convencional muitas vezes indica um processo de iniciação espiritual que leva à perturbação da vida normal e retirada do mundo convencional. O indivíduo passa por um período de provação física, psicológica e espiritual, onde ele deve sentir, compreender e integrar as experiências mais difíceis da sua vida. Ao buscar as respostas para os mistérios da vida e por se voltar para o seu interior através da meditação, novos níveis de consciência são atingidos.
O indivíduo ganha liberdade das restrições auto impostas e ambientes opressivos (ambos os quais podem se manifestar como tensão na rede fascial que resiste ao fluxo de energia). Ele percebe que cada desafio físico, cada emoção e cada pessoa que cruza o seu caminho é um estimulante para a sua própria evolução e é capaz de navegar na vida com mais paz interior e confiança no processo. Com menos interferência, ele começa a canalizar a energia vital do Universo mais livremente e descobre habilidades surpreendentes no seu interior. Esta transformação pode levá-lo a um propósito mais elevado ou ao destino que ele buscava conhecer anteriormente. Ele têm a oportunidade de se curar e depois compartilhar o que aprendeu mostrando o caminho para o poder interior de cada um.
O método Antara é o resultado de minhas próprias experiências com a intenção focada durante a meditação profunda. Enquanto em um estado de ondas cerebrais em sintonia com a ressonância natural da Terra, as minhas intenções para me comunicar com o meu corpo são transmitidas com maior poder e direção. Com o apoio da Terra, do Cosmos e com a cooperação do meu corpo físico, eu sou capaz de manifestar uma drástica e profunda cura física. Nós existimos em um campo vivo de energia universal. Cada um de nós pode se tornar consciente deste campo e aprender a interagir melhor com ele, a fim de superar os desafios e cumprir seus destinos mais elevados na vida.
©Therese Wade
Origem: antarahealingarts

Notas de Rodapé:

1. C. Hiltner, “Entrevista com Alexander V. Trofimov, MD.” Quantum Pranks.wordpress.com, 3 de março de 2009, Consultado em 24 de fevereiro de 2016;
L. McTaggart, “O Campo: A Busca pela Força Secreta do Universo.” HarperCollins Publishers, 2008, ISBN 978-0-06-143518-8;
David Wilcock, “A Fonte do Campo de Investigações” A Ciência Invisível e civilizações perdidas Além das Profecia de 2012. Grupo Penguin, 2011, ISBN 978-0-525-95204-6.

2. D. Holzman, “O Que Está em Uma Cor ? Os Efeitos únicos do Azul Claro Para a Saúde do Homem.” Environ Health Perspect, janeiro de 2010; 118 (1): A22-A27. PubMed PMCID: PMC 2.831.986.
3. S. Balaguru, R. Uppal, R. Pal Vaid e B.P. Kumar, “Investigação da Medula Espinhal Como Uma Antena Receptora Natural Para incidentes de Ondas Eletromagnéticas e Possível Impacto Sobre o Sistema Nervoso Central.” Electromagnetic Biology and Medicine, Volume 31, questão fevereiro 2012, pp. 101-111. doi: 10,3109 / 15368378.2011.624653. Texto completo.
M. em branco e R. Goodman, “O DNA é Uma Antena Fractal Interna de Campos Eletromagnéticos.” Int J Radiat Biol, abril de 2011; 87 (4): 409-15. doi: 10,3109 / 09553002.2011.538130. pub 28 de fevereiro de 2011. PubMed PMID: 21457072.

4. G. Squier, “Falando Através Das Àrvores.” Experimentador elétrico, julho de 1919, p. 204.
K. Ikrath, W. Kennebeck, e R. Hoverter, “Desempenho das Arvores Como Antenas de Rádio nas Florestas da Selva Tropical” (Experiências na Zona do Canal do Panamá), Comando Eletrônico do Exército dos EUA, Fort Monmouth, NJ, Relatório Técnico da Pesquisa e Desenvolvimento, fevereiro 1972.

5. “Tesla: Vida e Legado, Colorado Springs. PBS.” Consultado em 29 de fevereiro de 2016.
6. Nikola Tesla, “A Transmissão de Energia Elétrica Sem Fios“. Engenharia e Elétrica Mundial, 05 de março de 1904, 43: 23760-23761.
7. T. Valone, “Aproveitando o Funcionamento da Natureza.” Adventures Unlimited Press, 2002, pp. 9-11. ISBN 1-931882-04-5.
8. K. Orrman-Rossiter, “À Frente de Seu Tempo: O Gênio de Nikola Tesla.” Australian Science, 30 de janeiro de 2013. Consultado em 24 de fevereiro de 2016.
Tesla: Vida e Legado, Quem inventou o rádio ? PBS.org. Consultado em 29 de fevereiro de 2016.

9. Para Marte com Tesla. Teslasociety.com. Consultado em 25 de fevereiro de 2016.
Tesla: Vida e Legado, Colorado Springs. PBS. Consultado em 29 de fevereiro de 2016.

10. B. Gingras, G. Pohler e W. Tecumseh Fitch, “Explorando a Jornada Xamânica:” Percussão tepetitiva com instruções xamânicas induz experiências subjetivas específicas, mas nenhuma diminuição de cortisol maior do que a música de meditação instrumental. PloS One, de 2014; 9 (7): e102103. Jul online 7 2014. doi:. 10.1371 / journal.pone.0102103. PMCID: PMC 4.085.008.
11. J. Lagopoulos, X. Rasmussen, A. Vik, G. Malhi, C. Eliassen, I. Arntsen, J. Saether, S. Hollup, A. Holen, S. Davanger, O. Ellingsen. “O Aumento da Atividade Teta e Alfa EEG Durante a Meditação Não Diretiva.” Altern Med J Complemento. Novembro 2009; 15 (11): 1187-1192. doi: 10,1089 / acm.2009.0113.
12. Nikola Tesla a 75, Time Magazine, 20 de julho de 1931, Vol. XVIII, N ° 3.
13. J. O’Neill “Gênio Pródigo: A vida de Nikola Tesla.” Cosimo, Inc. 1944, p. 264, ISBN: 1-59605-713-0.
14. Cit. Loc. P. 257.



Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível


Postagens mais visitadas deste blog

TESTE PARA SABER SE VOCÊ É SENSITIVO

OS TIPOS SENSITIVOS E QUE CUIDADOS TOMAR

COMO SABER QUEM É MEU EXÚ OU POMBA GIRA ?