Pular para o conteúdo principal

AS 10 PLANTAS MESTRAS NO XAMANISMO ANCESTRAL



Título : As 10 Plantas Mestras Professoras

O Xamanismo Ancestral dividiu as plantas em 3 categorias: plantas medicinais, plantas de poder e plantas mestras professoras. As plantas medicinais são mais utilizadas para fins analgésicos em geral, as plantas de poder fornecem uma conexão com dimensões energéticas/espirituais superiores, como o Mundo dos Espíritos e as plantas mestras professoras tem o objetivo de não apenas nos remeter ao Mundo dos Espíritos, bem como nos ensinar, guiar e orientar, nos ajudando a compreender o Universo e nosso micro-universo, sob novas perspectivas e pontos de vistas mais sutis, assim como também podem nos remeter ao passado para resgatar alguma habilidade perdida, também atuam como poderosas ferramentas de cura, tanto fisica como emocional, mental e espiritual. 

Existe no mundo centenas de milhares de espécies vegetais, dessa imensidão de plantas o homem não conhece 20 porcento. Estudando suas utilidades curativas e de auto-conhecimento nossos ancestrais encontraram grande magia nas plantas. Desde tempos remotos o homem já se concectava com sua Divindade através de Bebidas Sagradas, desde o SOMA da Índia à Ayahuasca Sulamericana, em todos os continentes do planeta acharemos evidências e práticas espirituais que ainda utilizam tais meios para se concectarem com o Mundo dos Espíritos e assim, obter cura e auto-conhecimento. 

Relacionamos 10 plantas mestras professoras muitos significativas na atualidade no meio xamânico. Estas plantas quando utilizadas da maneira correta e ministradas por xamãs sérios e experientes, nos proporcionará experiências agradáveis e curas significativas em nossas vidas. 

As 10 Plantas Mestras Professoras: 

1 - CHACRONA (Psichotria viridis) e JAGUBE (Banisteria caapi

Chacrona e Jagube A Chacrona e o Jagube estão no topo da classificação, de igual modo. Sua substância ativa é o DMT (N-dimetiltriptamina). São as plantas mestras professoras mais poderosas do xamanismo, da preparação de ambas nasce a Bebida Sagrada conhecida como Ayahuasca ou "Vinho das Almas". Plantas originárias da América do Sul, encontradas em toda a região amazônica. Utilizada para busca de auto-conhecimento e cura por pajés, xamãs e curandeiros. 

2 - PEYOTE (Lophophora williamsii

PeyoteO peyote é um cacto originário da América Central e é muito utilizado pelas tribos indígenas do México e dos Estados Unidos. A substância ativa encontrada é a mescalina. Esta planta é utilizada em rituais de cura e nos remete a experiências visionárias, é utilizada pela Igreja Nativa Americana em seus cultos sagrados. 

3 - WACHUMA (Trichocereus Pachanoi

WachumaO Wachuma ou San Pedro é um cacto originário da região dos Andes, Chile, Bolívia, Perú, Equador e Colômbia. Sua substância ativa é a mescalina. Planta utilizada para cura e experiências visionárias e adivinhatórias, onde o xamã é levado a ter a visão da cura do enfermo, o espírito da planta entra em contato com o xamã ensinando-o a expulsar a enfermidade. 

4 - IBOGA (Tabernanthe iboga

IbogaA Bebida Sagrada mais usada na África chama-se Bwitists, que é uma preparação da raíz do Iboga, planta mestra muito utilizada pelos pigmeus, tribo indígena africana. Sua substância ativa é o alcalóide ibogaína. Muito utilizado pelos xamãs africanos em sessões de cura. O Iboga estimula o sistema nervoso central e induz a experiências visionárias e a transes profundos. 

5 - DATURA (Datura wrightii e Datura stramonium

DaturaExistem diversos tipos de Datura, porém, as únicas que são realmente plantas mestras professoras são a Datura wrightii e a Datura stramonium. Planta originária do México e Estados Unidos, porém, a Datura stramoniumé encontrada no Brasil. Sua subtância ativa é a scopolamina. É uma das plantas mestras mais perigosas, deve apenas ser ministradas por xamãs muito experiêntes. Experiências recreativas podem ser fatais. 

6 - JUREMA (Mimosa hostilis

JuremaA Jurema, também conhecida como Jurema-preta, também é nome de uma Bebida Sagrada feita com a raiz da árvore do mesmo nome (Mimosa hostilis). Os pajés, sacerdotes tupis, também fazem outra Bebida Sagrada da jurema-branca (Mimosa verrucosa), para estimular sonhos afrodisíacos. É um tipo de Bebida Sagrada servida em reuniões especiais. Das raízes e raspas dos galhos, os feiticeiros e pajés, babalorixás, os mestres do catimbó, os pais-de-terreiro do candomblé de caboclo fazem uso abundante. Sua substância ativa é o DMT (N-dimetiltriptamina). É utiliza tradicionalmente para fins medicinais e religiosos. Sua casca é usada para fins medicinais e a casca de sua raiz é a parte da planta usada nas cerimônias religiosas, pois possui maior parte dos alcalóides psicoativos. 

7 - SOMA (Amanita muscaria

Amanita (Soma)O nome SOMA provém dos Vedas, escrituras sagradas da Índia, que nos relata que esta seria a Bebida Sagrada mais antiga da humanidade. SOMA é a Bebida Sagrada preparada com o cogumelo Amanita muscaria. Sacramentado até os dias de hoje na Índia, Sibéria e Austrália, por tribos aborígenes. A substância ativa do SOMA é o alcalóide ephedrina, que nos remete a transes extâticos profundos, conhecido como samadi em sânskrito. 

8 - LÓTUS AZUL (Nymphaea caerulea

Lótus AzulEsta planta mestra é originária no Egito antigo, assim como também é encontrada na América do Sul. A Bebida Sagrada é feita através das flores da planta. Suas substâncias ativas são os alcalóides nuciferina e apomorphina, que nos enduz a experiências visionárias. Desta planta também são realizados diversos preparos afrodisíacos. 

9 - SÁLVIA (Salvia Divinorum

Salvia DivinorumExistem diversas espécies de Sálvia, porém, a única considerada como planta mestra professora é a Salvia Divinorum. Também conhecida como Maria Pastora pelas tribos indígenas mexicanas e Diviner's Sage pela tribos americanas. Sua substância ativa chama-se Salvinorin A. Planta que nos remete a experiências visionárias. 

10 - PARICÁ ou YOPO (Anadenanthera peregrina

ParicáParicá é o extrato moído, rapé, do caule ou das sementes da árvore conhecida no Brasil como Angico. Planta originária da América do Sul, encontrada especialmente no Brasil. Sua substância ativa é o DMT (N-dimetiltriptamina). Muita utilizado pelas tribos indígenas em rituais de cura e em experiências adivinhatórias, onde o xamã ou pajé, é levado a ter a visão da cura do enfermo. Durante o ritual o xamã inala junto com o enfermo uma quantidade do rapé de paricá para entrarem no estado alterado de consciência, estado este que proporciona as experiências de cura. 

Receba sempre meus mais sinceros cumprimentos xamânicos em nome de todas as sagradas tradições, 

Akaiê Sramana - Fundador Acharya da Sagrada Tradição Xamanismo Ancestral
Akaiê Sramana
Fundador Acharya da Sagrada Tradição Xamanismo Ancestral
Fundador da ALDEIA DE SHIVA - Centro Espiritualista Universal Xamânico Ancestral
Criador e Codificador de R'XA ® - Reiki Xamânico Ancestral
 

* Acesse o Website Oficial do Xamã Akaiê Sramana.

Fonte:http://www.xamanismoancestral.com.br/artigos/plantas_mestras.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS MELHORES BANHOS DE DESCARREGO DA UMBANDA

Chegou a segunda-feira! Você tomou aquele banho no final de semana?! Não! Não é que só se deva tomar banho no fim de semana, mas sempre devemos reservar um dia para tomar um banho de descarrego a fim de nos livrar dos maus espíritos e das energias negativas que acumulamos todos os dias sem perceber, correndo atrás da nossas realizações amorosas e profissionais. Não importa o dia, o que vale é estarmos limpos, pois, a sujeira espiritual às vezes é tanta que ofusca a nossa visão, e tanto estresse e correria termina por nos desviar do contato com os nossos orixás e com os nossos guias espirituais, além das coisas que mais queremos na vida. Cabe refletir: Do que estamos precisando nos livrar? O que está tão agitando e bagunçado na nossa vida e que está nos impedindo de caminhar pra frente com nossos projetos? Até as crianças ficam irritadas ou doentes e não encontramos o motivo. Para elas, um bom banho com alecrim da horta ou rosas brancas são indicados para tirar as energias ruins sem deixa…

BANHOS DE ATRAÇÃO E AMOR NA UMBANDA

Aniz estrelado - muito usado em magia e banhos de amor e atração Banhos de atração e amor
Tomar banhos de atração e amor no “Dia das Bruxas” pode ajudar você a trazer aquele amor de volta ou seduzir aquela pessoa que nem sabe que você existe. Afinal o que significa o “Dia das Bruxas” no hemisfério sul e como utilizar esse dia mágico ao seu favor?
Banhos de atração e amor
O  “Dia das Bruxas” no hemisfério sul representa a comemoração de Beltane que é o festival da fertilidade, simbolizando a união entre as energias masculina e feminina, onde os pagãos comemoram o casamento dos Deuses. Durante o festival, eram acesas fogueiras nos topos dos montes e lugares considerados sagrados, sendo um ritual importante nas terras Celtas. E como tradição, as pessoas queimavam oferendas como, por exemplo, totens ou animais para que o poder do fogo fosse passado ao rebanho e, pulavam as fogueiras para que se enchessem das mesmas energias poderosas. Representa o início do Verão e marca a morte do Inverno, send…

COMO SABER QUEM É MEU EXÚ OU POMBA GIRA ?

Como Saber Quem É Meu Exú Ou Pomba Gira?

Muitos irmãos da religião e simpatizantes me perguntam como saber quem é meu Exú ou Pomba Gira, pra hora de fazer suas preces, oferendas, agrados, etc. Quando dizemos, na Umbanda, que todas as pessoas, têm seus Guardiões protetores, não estamos com isso, querendo causar uma busca desenfreada e nem tão pouco causar frustrações aos irmãos.

Apenas e tão somente, queremos dizer que graças a providência do Criador, todos nós temos Guardiões e devemos tê-los em alta conta, mesmo que jamais saibamos seus nomes, histórias pessoais ou a que falange pertencem.



Qual o percentual da população mundial, que trabalha efetivamente na Umbanda ou nos cultos afro-brasileiros
Dentro desse grupo que trabalha mediunicamente nos cultos acima citados, quantos são os irmãos que são médiuns ativos de incorporação. Não quero dizer que Exus e Pombas Giras, comuniquem-se apenas através da incorporação. Eles podem fazer uso de qualquer forma de comunicação mediúnica, como a p…